Com tecnologia do Blogger.

Vegan Sushi


 Sushi Vegan? Sim, teoricamente não fará muito sentido, estamos a retirar o principal ingrediente, o peixe fresco. Todo o valor que poderia ter sai fora, o que faz as pessoas pagarem foi retirado. Como tornar o sushi sem peixe interessante? Usando o que melhor a terra nos dá, fruta, vegetais…





O sushi já foi mais moda do que é neste momento, se repararem quase nada hoje em dia dura muito tempo. Há tanta sede de informação, “fome” de pertencer a algo novo, necessidade de se integrar em algo diferente que tudo é passageiro e cada vez mais rápido. Toda a loucura das fotografias do sushi desvaneceu-se. Se postares agora estás demodé…

Será que é por isso que se se pagava preços exorbitantes por 15% de peixe fresco eventualmente ou supostamente de excelente qualidade e frescura e 85% de arroz? Não adianta tentar entender a moda. Ficas realmente sem perceber. Afinal As modas são todas iguais. Começam nas elites e perdem qualidade na popularização.
Não será um perigo maior que todos os agora da moda “intolerantes a tudo e todos? “. Peço desculpa aos que realmente são e possuem essa condição, nem merecem que pessoas usem essa condicionante.

Passando à frente..


A minha visão do sushi é a seguinte, pode-se fazer em casa, grupo de amigos, partilha, conversa, copos… Melhor programa que um “all you can eat” não?

Esquecendo o meu lado sempre critico decidi homenagear esta receita mostrando que se consegue um sushi bem divertido e saboroso sem qualquer crueldade. Para todos sem excepção.

O arroz… No arroz é que está o truque, é aí que se sabe se se parte para um bom sushi ou não. 

O primeiro passo é ter um arroz de boa qualidade há inúmeras marcas é verdade e a qualidade varia de pessoa para pessoa portanto o melhor conselho é que o barato sai caro, a qualidade paga-se.

Mais uma vez este é um post que tem de ser encarado com fases.


ARROZ SUSHI
  1. Começo por colocar o arroz numa panela (coloco com pouca corrente de água para o arroz não sair da panela) ou num chinês e o objectivo é lavar MUITO BEM o arroz, retirar-lhe a goma toda. Mesmo quando a água já esteja translúcida, mexo o arroz e a água volta a ficar esbranquiçada. Este processo é mesmo crucial. Lavo até quase os gomos de arroz estiverem visíveis um a um.
  2. Escorro o arroz e coloco-o já lavado numa panela e a água correspondente com o fogão com intensidade forte.
  3. Quando começa ferver baixo imediatamente o fogão para o mínimo possível, tapo com uma tampa com buraco ou deixo uma pequena abertura e durante uns 15/20 minutos não mexo nele.
  4. Passados esse tempo tiro do fogo, o arroz deve estar cozido mas não totalmente cozido, a técnica que uso é pôr 1 grão de arroz na bancada esmagando-o com o dedo, quando só tiver um pequeno gomo no meio está no ponto. 
  5. O arroz cola SEMPRE um pouco. Perde-se uns 5% de arroz. 
  6. Espalho o arroz numa travessa larga, polvilho com um pouco de sal fino e junto umas 6/7 colheres de vinagre de arroz com açúcar. (não gosto de comprar ja feito, explico mais a frente)
  7. A goma que retiramos é dada com este adicionar da solução do vinagre de arroz.
  8. Deixo o arroz arrefecer um pouco à temperatura ambiente e depois ou tapo com uma tampa ou com película, (o contacto prolongado com o ar seca o arroz nas pontas). 
  9. Reservo.

Ingredientes Arroz:

- 500gr Arroz Sushi
- 400ml Água
- q.b. Sal
- q.b. Vinagre Arroz
- q.b. Açúcar

A solução do vinagre de arroz com o açúcar depende um pouco do gosto, eu coloco o vinagre de arroz a aquecer e vou adicionando açúcar lentamente e provando até ficar uma boa calda agridoce. No final do arroz (para esta quantidade) adiciono umas 6/7 colheres de sopa da solução. Depois de feita é possível guardar no frio, ou a temperatura ambiente. 

Com o arroz pronto passo para os molhos. Componente fundamental do sushi e neste caso ainda mais. Neste post optei por molhos de fruta, maioneses de chili e alho...
Vocês eventualmente escolham o que mais gostam. Vou explicar um por um. Explicado por texto parece sempre mais complicado do que realmente é. 





MOLHOS

Maionese Vegan de Chili - Só o nome assusta, como vou fazer maionese sem ovos?
É muito fácil, um pouco de leite de soja, óleo (um bom óleo, já que vamos fazer uma maionese mais saudável que seja um óleo de melhor qualidade), um pouco de vinagre , ou sumo de limão e temperos.
  1. Num copo de robot /blender /varinha mágica coloco o leite de soja e o óleo.
  2. Coloco a varinha mágica e meto a trabalhar, quase instantaneamente emulsiona (consistência de maionese). Separo em 2 metades iguais.
  3. Numa frigideira à parte, bem quente, coloco o chili vermelho cortado em tiras e sem sementes. Deixo saltear bem, a ideia é intensificar o sabor mas o mais importante é perder a água que tem para não "atrapalhar" com a consistência da maionese. Irá sempre ficar com um pouco de água, mas com muito menos.
  4. O óleo irá interferir no tipo de consistência desejada, mais "espessa", mais óleo.
  5. Numa das metades da maionese junto o chili e trituro com a varinha magica para incorporar o sabor.
  6. Irá ficar liquida mas depois juntamos ao preparado da maionese e não afectará a consistência. Tempero com limão e um pouco de sal e está pronto.
Ingredientes Vegan Mayo:

- 300ml Óleo vegetal de boa qualidade
- 200ml Leite de Soja
- 1 Chili Vermelho
- q.b. Sal
- q.b. Sumo Limão ou Vinagre





Maionese Vegan de Alho

  1. Precisamente o mesmo processo que a anterior, só que depois da mistura do óleo e do leite junto alho picado, abacate em cubos pequenos e cebolinho picado.
  2. Tempero com um pouco de sal e está pronta.
Ingredientes Vegan Mayo:

- 300ml Óleo vegetal de boa qualidade
- 200ml Leite de Soja
- q.b. Sal
- q.b. Sumo Limão ou Vinagre

Se partirem da receita base conseguem fazer de todo o tipo.

Pasta de Abacate

Para dar ainda mais frescura aos diversos rolos faço uma pasta de abacate só com sumo de lima.
  1. Descasco um abacate maduro e coloco no copo da varinha mágica e adiciono sumo de lima.
  2. Trituro até ficar bem cremoso. 
  3. Um pouco de sal e está pronto.
Ingredientes Pasta Abacate:
- 1 Abacate
- Sumo de 1 Lima
- q.b. Sal


Compota de Abacaxi com Chili

Nada como uma boa compota de fruta, neste caso contrastei o "ácidoce" do abacaxi com um toque de chili.


  1. Numa panela com um pouco de água coloco o abacaxi aos cubos com um pouco de açúcar mascavado. 
  2. Deixo cozer.  
  3. Junto o chii e trituro com o auxílio da varinha mágica.
  4. Adiciono chili picado em cubos e está pronta.
Ingredientes Compota Abacaxi com Chili:
- 1/4 Abacaxi
- 50ml Água
- q.b. Açúcar Mascavado
- 1 Chili Vermelho



NOTAS:
  •  O panado com panko foi feito como se fosse uma polme, água e maizena passados depois por panko;
  • Este foi sem dúvida o post mais trabalhoso que fiz em termos de preparação (envolve bastante preparação prévia)  , explicação dos textos, fotografia, etc;
  • Odeio nomear os rolos, "este é qlq coisa este é assado", divirtam-se, esqueçam os rótulos... ;
  • Comam com os olhos, disponham as cores de maneira a tornar tudo vivo, é cada vez mais importante o primeiro contacto, o primeiro feedback.
  • O arroz sushi deve ser feito e consumido no dia, não se deve refrigerar.
  • Alguma dúvida / esclarecimento / ajuda estou sempre aqui ( facebook e e-mail ) para vocês, usem e abusem; 
  • Muito em breve (infelizmente na altura quando fiz o post, não me lembrei e estou neste momento sem arroz sushi a 40km do supermercado que o vende) vou fazer um vídeo BEM SIMPLES de como enrolar porque no Youtube, numa breve pesquisa, só encontrei videos com bastantes mitos e processos não necessários, parece que quando alguém explica algo acrescenta sempre algo mais para ser "diferente" e "único", será? Ou então é como na provérbio " quem conta um conto acrescenta um ponto... "

FAZER ROLO SUSHI:


  • O primeiro passo é ter uma esteira. Depois é necessário embrulhar a esteira em película para ser ainda mais fácil o processo de enrolar.
  • Numa superfície com espaço disponho a esteira e coloco um rectângulo de alga nori ( normalmente quando se compra vem em forma quadrada, eu corto ao meio fazendo 2 rectângulos ) com a parte rugosa para cima (tem uma parte mais lisa e brilhante e outra mais rugosa).
  • Com as mãos ligeiramente húmidas transporto o arroz para cima da alga deixando em cima uma parte (sensivelmente da grossura dum dedo sem arroz). Espalho o arroz gentilmente com a ponta dos dedos até cobrir a alga.
  • Parra o arroz ficar da parte de fora com muito cuidado, viro a alga e o arroz ao contrário, ficando o arroz para baixo e a alga para cima.  No rolo com a alga de fora este processo não é necessário. 
  • Disponho o recheio no meio da alga.
  • Começo a enrolar tendo o cuidado de no inicio deixar o recheio bem apertado. 
  • Vou apertando dando a forma. 
  • Puxo a esteira naturalmente para a frente e o rolo nasce naturalmente.
  • Para cortar é muito fácil, tiro da esteira o rolo com cuidado e coloco numa tábua de corte.
  • Com uma faca bem afiada e passada num fio de água, corto o rolo ao meio e depois cada metade em 3 tiras sempre passando a faca em água para não colar arroz e ser mais fácil o corte.
  • Com muito cuidado junto de novo o rolo e coloco novamente na esteira e compresso e ele assim fica perfeito.



ROLOS

  1. rolo Pepino e Abacaxi no interior, arroz e sementes de sésamo por fora.
  2. rolo Cenoura caramelizada, alga nori por fora.
  3. rolo Espargo e Rama Aipo salteados por dentro, arroz e morango por fora.
  4. rolo Pepino e Abacaxi, maionese chili queimada por um maçarico por cima.
  5. rolo Maçã caramelizada dentro e espargo salteado, arroz fora, maçã ligeiramente salteada para ficar mole e posta em cima como se fosse peixe.
  6. rolo Espargo panado com panko e abacate por dentro, panado depois integralmente.
  7. rolo Manga e pepino e milho mini por dentro, arroz por fora e manga fatiada como se fosse peixe.






5 comentários

  1. As fotos estão tão bonitas que dá vontade de saltar para dentro delas e agarrar um desses pedaços sushi (ou vários!) e devorá-lo, com ou sem um dos quaisquer apelativos molhos! Muitos parabéns por este blog fantástico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pouco posso dizer sobre um comentário como este sem ser um MUITO OBRIGADO por estar desse lado!!!

      Qualquer questão / sugestão disponha sempre!!

      Eliminar
  2. Ai agora estou apaixonada! Esta era a receita que me faltava, mas pela dificuldade da confeção acho que preferia que o fizessem para mim :p

    obrigada pela excelente partilha!
    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado eheh é realmente uma excelente ideia mas sim, envolve muito tempo, paciência e amor. Obvio que o resultado depois compensa tudo ahahah Fazerem para nós também é muito bom.

      Eliminar
  3. Que arte! Assim como toda comida nipônica deve ser, para também se comer com os olhos!♥

    ResponderEliminar