Seitan de Natal

12/22/2016

Sugestão de Natal. Uma consoada sem qualquer tipo de crueldade. Algo que se possa festejar sem afectar nenhum ser vivo.

Tomate e Espinafre

12/19/2016

A simplicidade, como já referi aqui imensas vezes, não é assim tão fácil quanto parece. 
Quando estamos a cozinhar pensamos sempre, mais isto mais aquilo e quando damos por nós temos no prato um número infindável de sabores e ingredientes.

Sopa Abóbora Tangerina

11/28/2016


O frio, o frio pede conforto. Pede aquela comida que aconchega corpo e alma. 

Tofu com Broa

11/21/2016
Adoro quando estou em casa, vou à cozinha, paro, olho para todos os lados e cruzo ingredientes e sai me um prato. bla bla bla...
Era um resto de broa, quando me viro vejo os tomates já maduros e pronto. Deixa-me cá aproveitar antes que a broa seque e o tomate se estrague. Broa e tomate combinavam na perfeição.


Outono num Prato - Tofu com Castanhas

11/14/2016

Ninguém tem dúvidas que estamos na época da castanha. Aquela inocente semente que nos conforta a alma nos dias de outono onde o frio começa a aparecer. O cheiro que perfuma as ruas quando o assador de castanhas trabalha, é quase impossível de resistir. Podemos comprar e fazer em casa, sejam cozidas, assadas.. elas são perfeitas para o efeito. Um sabor aveludado e doce indescritíveis.

HUGO NASCIMENTO - Entrevista

11/09/2016
Alho Francês - AF / Hugo Nascimento - HN

Se há pessoa com que me identifico na Gastronomia Nacional é o Hugo Nascimento. Bastaram 2 meses de trabalho com ele para perceber o pequeno génio que é, um Chef com uma consciência brutal e acutilante de como funciona um restaurante de sucesso.
Sustentabilidade, equilíbrio, diversidade, genuinidade e simplicidade.

Isto tudo sem falar no sabor,  para mim é um dos topos na equação Rigor vs Sabor, já vos falei na criatividade? Nem preciso… O trabalho dele fala por si.
Aquela conversa das memórias da quinta, da cozinha da avó, dos cheiros do caminho para a escola aqui não entra, mezinhas? Aqui não entra essa conversa.
A irreverência e integridade do Hugo são intocáveis, a originalidade? Cada prato com o seu toque torna-se em algo diferente do esperado.

Convido-vos a sentir tudo isto em directo na Tasca da Esquina ou na Peixaria da Esquina, ambas em Campo de Ourique, não há limites contudo.... #podeserFASTmastemqueserFOOD.

Passando à frente para mim, AlhoFrancês, é um orgulho enorme ter-te como convidado deste cantinho verde, começar com uma pessoas que admiras, que reciprocamente admira o teu trabalho. É indescritível, começar com alguém assim é difícil. O lado pessoal e emocional, faz travar uma batalha interminável entre a emoção e a razão. 
Vamos começar… 

AF - Quem é o Hugo Nascimento? 
HN - É um curioso e irrequieto. Alguém que gosta de fazer coisas e de dar um sentido ás mesmas. Além disso, é pai de 3 filhos, uma pessoa feliz e apaixonada. 

AF - Quem te queira conhecer o que deve fazer? Onde encontrar o teu trabalho?
HN - Ir ao meu site, www.hugonascimento.pt e entrar em contacto comigo. O meu trabalho está todos os dias na Tasca da Esquina, Peixaria da Esquina e Balcão da Esquina, em Portugal. Além fronteiras, mais concretamente em São Paulo e João Pessoa, também é possível encontrar um pouco de mim, nas esquinas que por lá se encontram. 

AF - As Esquinas não param de aumentar, até em Portugal, um país que edifica barreiras em tudo o que é ideias, qual o segredo?
HN - Ambição, trabalho, muito trabalho e persistência.

AF - 3 pessoas, uma visão, o que vos torna diferentes dos demais? 
HN - Não diria que somos diferentes, somos genuínos. 

AF - Conta-me, o que são todos estes hashtags? #chegadehamburgers, #podeserFASTmastemqueserFOOD, #éprecisoterLATA ?
HN - São provocações e reflectem um estilo gastronómico no qual, sempre que possível, tento prezar a originalidade.  

AF - Onde queres chegar? Consegues quantificar e colocar por palavras?
HN - Quero chegar a casa realizado. Definir felicidade em palavras é, para mim, impossível. 



AF - Qual a tua opinião sobre os vegetais? Onde se inserem? Quando te entra um vegetariano restaurante a dentro, como é tratado? Infelizmente existe muito “uns legumes cozidos, salteados e já está!
HN - Os vegetais fazem parte da paleta de ingredientes que temos para trabalhar. Quando entra um vegetariano no restaurante é tratado como todos os outros clientes, com o máximo de atenção e detalhe. Se, por exemplo, pedirem o menu Fique nas mãos do chefe, recorro à criatividade e aos produtos disponíveis nesse mesmo dia, para lhe proporcionar uma experiência memorável. 


AF - Numa tendência cada vez mais actual, o  que achas que o Alho Francês pode trazer de diferente para os demais? Onde poderá chegar?
HN - Soluções práticas para uma alimentação saudável. O Alho Francês reflete um estilo de vida e, como tal, pode chegar a toda a gente. Mesmo não sendo vegetariano, não temos que comer carne e peixe todos os dias. 

AF - Para terminar deixa-nos algumas palavras sobre o que quiseres. No AlhoFrancês não existe censura nem desejo de agradar.
HN - Tu és aquilo que comes. CHEGA DE HAMBÚRGUERES !!!!


O Hugo a cozinhar o próximo post... 

Cogumelos com Maçã

11/07/2016

Antes do post propriamente dito deixo-vos um pequeno texto dum grande amigo meu sobre cogumelos. Vivido na primeira pessoa. Não dá para escrever um texto "pequeno" quando a paixão que existe é deste tamanho e desta intensidade.

Quando me iniciei no vegetarianismo rapidamente descobri o valor dos cogumelos: facilmente substituem carne em receitas vulgares satisfazendo de sabor e textura, e são uma fonte de alguma proteína e de vitaminas do grupo B e D. Sei hoje que têm um valor nutricional mais amplo, benefícios à saúde e até propriedades medicinais.
Selvagens ou de cultivo, existem milhares de espécies de cogumelos comestíveis, com aromas, texturas e formas variadas, e de usos muito diversos na cozinha. Há muito a dizer sobre cogumelos e como os cozinhar, mas em jeito de introdução vou vos falar um pouco sobre cada espécie usada nesta receita e espero deixar-vos curiosos a descobrir mais:

Cogumelo Eringi (King Oyster) – Um cogumelo com pé grosso e carnudo, permite o corte de fatias mais largas que se destacam no prato. O aroma subtil engrandece quando cozinhado. Espécie apreciada e cultivada na Asia Oriental, é de facto nativa da Região Mediterrânica e podem ser encontrados em habitat natural em Portugal onde são conhecidos por “Cogumelo dos Cardos”.

Trombeta Negra/Trombeta da Morte: Não se assustem, é um dos melhores cogumelos gourmet e difícil de confundir com qualquer espécie tóxica. Tendo virtude na cor negra que contrasta com outros ingredientes, a maior virtude é o sabor. Sabor esse que fica mais intenso se procedermos à desidratação para utilização posterior, por exemplo a condimentar molhos, sopas ou guisados.  

Shiitake – Nativo da Asia Oriental, cultivado no Japão desde o século XIII e actualmente cultivado em todo o mundo. A textura carnuda e o sabor a corresponder fazem destes um perfeito substituto de carne que me convenceu facilmente, são um dos meus favoritos. Tradicionalmente usados em variadas receitas asiáticas, eu prefiro-os simplesmente salteados ou até grelhados.

Cantarelos (Giroles) – Um dos 4 cogumelos gourmet mais apreciados. A textura carnuda e suave é incomparável.  O aroma delicado persiste mesmo após cozedura longa, tendo notas frutadas e havendo até quem os use para sobremesas! A cor amarela e forma persistem também à cozedura, pelo que é um ingrediente muito apelativo em qualquer prato.

Cantarelos-Tubo (Grey/Winter/Trumpet Chanterelles) – familiar próximo dos Cantarelos, tem aroma bastante semelhante, e embora com menos carne mantém também a forma quando cozinhados, sendo excelentes em sopas, guisados e pastas. Um dos melhores cogumelos para conservar por desidratação.

Portobello – os cogumelos “Marron” e Portobello são de facto a mesma espécie mas em fases de crescimento diferentes. E os clássicos cogumelos de botão branco são também a mesma espécie numa variante de cultivo. Apesar de ser a espécie de cultivo mais comum não é por acaso que se cultivam pois têm uma excelente textura, um aroma bom embora subtil, e muita versatilidade: burgers, grelhados, assados, espetadas, recheados… 


Esta receita é portanto um irresistível desfile de texturas e aromas. Obrigado ao Alho Francês pelo convite para participar e bom apetite a todos!

Fábio Godinho

No Domingo (dia 30) fui ver um evento que decorreu no Chapitô à Mesa, Anel de Fadas - Festa dos Cogumelos. nomeadamente para ver e ouvir o testemunho de uma das grandes, senão A responsável pela actualidade da gastronomia nacional. Falo de nada mais nada menos do que Maria de Lourdes Modesto, se não conhecem recomendo exaustivamente uma pesquisa na internet. Conta neste momento com 86 anos e continua com uma lucidez e uma acutilância de discurso fenomenais e um humor requintado.

Brownie Frutos Vermelhos

10/31/2016

Para quem ainda não sabe, estive a viver na Noruega nos últimos 6 meses, cheguei a Portugal há poucos dias.
Pelos seus bosques abundam os frutos vermelhos, as framboesas, os mirtilos, as amoras pretas e brancas... Durante épocas bem demarcadas (aqui levam-se muito a sério, são um importante meio de subsistência) é só sair da porta para fora andar um pouco e um dos tesouros que a terra nos dá está à mão de semear (colher). Com a rotina de ir passear a Lola, leva-se um saquinho para as tarefas dela e outro para a colheita!  ahah a vida no campo.

Há inúmeras maneira de os utilizar, petiscar como se fosse um snack, fazer compotas, batidos, etc.

Começou a ficar bastante frio, ao ponto de chegar aos negativos à noite, e o que apetece? Sinceramente, bolos e chás...  Só tinha chás, tinha de tratar do bolo.
Um que desse para comer, comer, repetir, guardar no frigorifico e meter no microondas e aquecer um pedaço tal como saído do forno.

Decidi fazer um brownie de Frutos Vermelhos e Cacau. Parece-vos bem? Receita muito simples e rápida.
Vegan claro e muito reduzido em termos calóricos. Cacau em vez da tradicional barra de chocolate e açúcar mascavado mas só na calda!




Preparação:

1- Começo por colocar os frutos vermelhos numa panela, adiciono o açúcar mascavado e um pouco de água. Deixo cozinhar. Os frutos irão libertar liquido. Retiro quando tiver consistência de xarope. Interessa ter líquido para "molhar" o brownie, a quantidade de açúcar fica ao gosto de cada um, é uma questão de ir provando, eu prefiro assim para o ácido por isso coloquei pouco açúcar, deixo arrefecer.
2- Junto todos os ingredientes secos numa taça de plástico misturando os até ficarem homogéneos.
3- Junto o xarope dos frutos vermelhos aos secos misturando com uma vara e coloco depois a margarina vegetal derretida.
4- Unto uma forma rectangular larga com farinha e margarina e deito o conteúdo da taça.
5- Coloco em forno pré-aquecido a 170ºC durante uns 25minutos.
6- Para verificar se está bem cozido espeto um palito no ponto mais alto, se sair seco é porque está no ponto.

Ingredientes (para uma travessa 15cm x 25cm, dá para 6 fatias generosas):

- 1 Copo Farinha 
- 1 Copo Cacau Magro em Pó
- 100gr Margarina Vegetal
- 1 cl Chá Bicarbonato Sódio
- 3 Copos Molho Frutos Vermelhos *
- 1 cl Chá Sal
- q.b. Farinha para untar
- q.b. Margarina Vegetal para untar

Notas :
- O copo que usei tem cerca de 200ml, um copo normal de água, mais do que a quantidade interessa a proporção dos ingrediente
- 25min forno a 170ºc
- Travessa larga para ficar massa com altura baixa


*Molho Frutos Vermelhos - 2 Copos para a massa e 1 para o Molho do Brownie
- Fiz o molho com variedade de frutos vermelhos, para o fazerem com Mistura de Frutos, recomendo 1kg da mesma, 100ml de água e 2 colheres de sopa de açúcar mascavado. Torna-se mais prático.

Jardineira de Soja

10/17/2016

O nome assusta de tão boring que é, parece aquela comida pesada que se odiava em criança!
Recordo-me de há uns anos valentes quando comecei a ter contacto com o pessoal vegetariano,  ia almoçar à SPN em Lisboa (na rua que desce para o cais sodré, tinha umas escadas intermináveis quase em caracol e éramos todos olhados de lado por usar roupa larga e ouvir música pesada, bons velhos tempos) e os pratos que havia sempre (pelo menos que me recorde) eram o rancho de soja e a jardineira de soja. O primeiro que comi foi a jardineira e odiei. Deslavada insípida, a soja aborrachada, não gostei mesmo nada e na altura não tinha qualquer ligação com a cozinha, era apenas um normal consumidor. Recordo-me de tirar um pouco do rancho dum amigo e adorar, tinha aquele sabor característico, aquele sabor que interiormente estava a espera, devia ser dos condimentos do chouriço de soja. Cada vez que lá ia comia sempre o rancho quando havia.

Polenta de Shittake

10/10/2016

Polenta? Que posso dizer da polenta. Já toda a gente sabe que os italianos não brincam em termos de sabor. Conjugação de sabores simples, não muito mais de 2/3 ingredientes por prato. A polenta é mais um caso de simplicidade perfeita. Uma elegância, um sabor indescritível.

A Falafel Saudável

9/26/2016

A Falafel é uma bolinha amorosa que provém do Médio Oriente. É constituída por grão de bico ou fava. (Wikipedia). Exceptuando a palavra amorosa que é da minha responsabilidade. 

E amorosa porquê? É uma bolinha redondinha, sem crueldade, plena de sabor, que vai satisfazer com toda a certeza quem a ingerir. Quem sofre de gula certamente arrepender-se-á, parecem pequeninas, inocentes mas vão satisfazer na plenitude, parece que não enche mas dado a sua constituição vão " EMPANTURRAR" !

O meu Quadro.

9/15/2016
Inspiração parte II
Este é o segundo prato (primeiro >>> Cogumelos Frescos) que surgiu na minha cabeça quando soube que aquele meu colega se ia embora. Um aliviar de peso nos ombros. Normalmente a chegada à meta é mais difícil pelo cansaço, neste caso foi o contrário... A meta agora parece tão perto, vai chegar ainda mais rápido.
Estamos em Setembro e mais uns dias começo a viagem para voltar a Portugal!


Massa Mediterrânica

9/12/2016
Comida de desenrasque. Sempre vi as massas como algo que se faz rápido e que satisfaz bastante. Daquelas que aquecem a alma. Comer massas é tipo ir ao posto de gasolina e abastecer o depósito de energia.

Tofu Panado

9/08/2016

A vida é feita de recordações. Queres queiras quer não, a tua mente não esquece, a primeira vez que estás num sítio, a primeira vez que provas algo, a primeira vez que viste uma pessoa, entre outras primeiras vezes...

Cogumelos Frescos

8/29/2016


Inspiração?

Onde arranjo inspiração para o Alho Francês, costumam-me perguntar.

Quinoa Vermelha

8/21/2016

Já usei aqui no blog a quinoa "normal", a branca (receita aqui ----> Quinoa ) e poucas diferenças há entre a branca e a vermelha, são ambas super alimentos, ambas fornecem-nos todos os aminoácidos essenciais, é uma proteína completa. Onde está a desculpa de se ter de ingerir carne ou peixe? Ah pois é.

Vegan Burger

8/01/2016
Que vos posso dizer sobre hamburgers? Nunca estiveram tanto na moda como agora. Há hamburgerias em tudo o que é sitio, crescem que nem cogumelos, é o novo Sushi.
Os blogs estão carregados de hamburgers também, que posso eu trazer de novo? Nada de mais, afinal a pólvora já foi inventada, resta-me apenas brincar com os ingredientes que a compõem, apenas simplicidade e sabor numa das comidas mais populares do mundo.

Vegan Club Sandwich

7/17/2016


Nada mais divertido e desafiante do que transformar clássicos em opções mais verdes neste caso livre de qualquer especismo e mantê-los interessantes e aliciantes. Viciante não é?

Desta vez decidi pegar num clássico americano, que deve ser a sandes mais conhecida no mundo.
A Sandes Club!
Em todo o lugar se encontra à venda. É daqueles casos que quando não sabes o que comer pedes uma Club.

Gaspacho de Morango

7/12/2016

Depois da visita ao "senhor dos morangos" aqui na Noruega, tinha de homenagear os morangos com pompa e circustância. Não queria algo óbvio, como ir para uma sobremesa que envolvesse morangos, não é que sejam más, pelo contrário, tenho umas sobremesas preparadas com morangos para vocês que irei lançar futuramente, mas queria usar os morangos no seu esplendor. A sua frescura, as suas propriedades, não queria nenhuma confecção. Queria algo RAW. Já vos disse que mais de 50% da nossa alimentação deveria ser com produtos crus? Um dia destes irei desenvolver.  

Morangos da Horta

7/05/2016

Fruta na Noruega?
Há que ser realista, ainda para mais nesta altura em que é Verão em Portugal. Compro a fruta no supermercado no fim do mundo mas o cérebro transporta-me para o nosso país à beira mar plantado. O sabor das ameixas, a melancia, o melão, as cerejas, morangos, etc, sou levado a acreditar que vou saborear o mesmo, o cérebro engana-me mesmo. Até que caio à Terra, fruta que notas que foi congelada, sem sabor algum, sem textura... Coitados, é o que têm, eu sei. O culpado sou eu em ainda (levado a) pensar que vou comer o que realmente queria. Resta dizer que eles (Noruega) em termos de "berries" são muito bons. Mirtilos, Framboesas, Groselhas!

Directo da Horta

6/30/2016

O post anterior foi a ida a horta como viram, cheirar, colher, sujar as mãos, provar, imaginar, aprendi tanto em trinta minutos!! Obviamente a inspiração vem tipo flecha. Mexer em produtos verdadeiros e maravilhosos transporta-te logo para outro patamar. Estava na horta já a pensar na bela salada que ia comer quando chegasse a casa.

Liberdade de Escolha

6/27/2016

Será que temos?

Na altura em que vivemos será que a verdadeira liberdade existe? 
Hoje, o dia em que estou a escrever este post, o UK decidiu sair da UE, muitas questões se levantam, mas quem sou eu para as responder concretamente ou tomar algum partido.
O que quero salientar é que quem nos garante que tudo não passa de um plano já traçado pelo próprio governo, pelos grandes senhores dos monopólios? Levamos com uma lavagem cerebral dos Media todos os dias por toda a parte, para fazermos tudo como está previsto. 
Isto tudo para chegar à "minha praia". 

Vegan Sushi

6/13/2016

 Sushi Vegan? Sim, teoricamente não fará muito sentido, estamos a retirar o principal ingrediente, o peixe fresco. Todo o valor que poderia ter sai fora, o que faz as pessoas pagarem foi retirado. Como tornar o sushi sem peixe interessante? Usando o que melhor a terra nos dá, fruta, vegetais…


Tofu Chinês

6/09/2016

Continuamos nos petiscos, nesta altura em que o calor começa a apertar é quando apetece comer mas não apetece enfardar, os petiscos nestes casos acertam na mouche. Outro que poderá ser útil na altura do Euro ou para encontro de amigos.
É difícil quando estou a criar para o blog , penso sempre em algo com pompa e circunstância, penso em vos deixar surpreendidos, tento sempre afastar a simplicidade, do género " isto não serve para o blog " mas depois penso que as melhores coisas da vida são as simples.

Já o Leonardo da Vinci dizia " A simplicidade é o último degrau da sofisticação "


Sopa de Espinafres

6/06/2016
Pois é, este post é o primeiro de alguns post novos que quero introduzir no blog. Dinâmicas diferentes, colaborações especiais, troca de ideias, etc...
Este espaço é meu mas é cada vez mais um espaço de muitas pessoas, contribuem de fora para dentro e neste caso quero que comecem a colaborar de dentro para fora.

Quiabos & Roquefort

6/02/2016

Quem leu esse post sabe que sou maluco por quiabos. O sabor, textura, a goma que liberta que contagia o prato são fenomenais. 

Decidi homenagear novamente os quiabos, que volto a referir estão no meu top3 de ingredientes favoritos. Pensei numa massa, fui a dispensa e tinha umas espirais gigantes da Milaneza e imediatamente peguei nelas. Mas faltava algo, um elemento de ligação, tinha umas Alpro côco Cuisine, sou fã acérrimo da Alpro, como sabem! Contudo tínhamos 3 elementos neutros, faltava o factor determinante, aquele que aguçava o apetite, que fizesse palpitar. Então fui mais uma vez ao frigorifico, mais uma vez a inspiração, no meu caso, vem muito do olhar, pensar, imaginar, vejo uma embalagem de queijo roquefort. Pronto, fez-se luz. O sabor intenso do queijo iria contagiar automaticamente o prato. 

Petisco de Soja

5/30/2016

Haverá melhor palavra, quando estamos com fome, do que petisco? Só a palavra em si já carrega o factor saliva. Enquanto esperamos pela refeição principal o petisco sacia-nos. Um pequeno aperitivo que nos vai entreter, que nos vai saciar enquanto conversamos, confraternizamos e é nessa altura que temos o pequeno garfo como o nosso melhor companheiro, sim porque isto é para cada um ter o seu garfo e atacar!

Pizza 4 Estações

5/26/2016
O mundo está infelizmente a caminhar para o fim, a destruição que o ser humano impôs ao nosso planeta creio que será neste momento irreversível.
Resta  tentar minimizar o que já foi feito, tentar não contribuir para a sua destruição. Aproveitar a sua beleza, contemplar.
Antigamente tínhamos 4 estações bem distintas, cada uma com a sua beleza, com os seus encantos com as suas características, os miúdos na escola faziam composições sobre cada uma, elas eram respeitadas e admiradas. Hoje em dia as estações do ano estão todas misturadas, faz sol e calor em Janeiro, chove e faz frio de Verão, durante uma semana temos grandes diferenças de temperaturas e nunca sabemos bem o que vestir, o nosso país que sempre foi tão temperado está agora com um tempo totalmente misturado.
Também como as 4 estações quando era miúdo a pizza que mais gostava era a 4 estações...

Maçã Norueguesa

5/23/2016
Já que aqui estou neste paraíso onde tudo à tua volta parece um quadro ao horizonte decidi criar aproveitando o que a “terra” me dá por aqui. Abunda a maçã, os mirtilos, as alfaces, estou morto por provar as alfaces aqui dum amigo meu. Vou colhê-las em breve.  Irão aparecer agora bastantes posts com base na Noruega e todos sem bacalhau :p

Mousse Tangerina Vegan

5/19/2016
Mousse de Tangerina.
Vocês escolheram, vocês mandam.
Como referi antes no Facebook,  hoje é um post muito especial para o Blog, o post com a receita número 50. É um marco, a primeira foi colocada no dia 11 de Novembro - A pita de Tofu e a 50 no dia 19 de Maio. Muito mudou desde essa altura, por mudança subentende-se evolução e nessa vocês tiveram uma intervenção fulcral. Obrigado por todo este apoio.


Entre Cuscos

5/16/2016
Cuscos

O que são cuscos? Não, não são apenas pessoas curiosas...

De Amesterdão com Amor

5/12/2016


Na viagem para a Noruega, eu e a mulher optámos por fazer poucos (!!!) km de cada vez, de maneira que íamos parando para dormir em hotéis, dormir bem, tomar um bom banho e comer um bom pequeno almoço e depois retomar a viagem.
Uma dessas paragens foi em Amsterdão, por termos lá um grande amigo de ambos e a sua mulher, também porque adoramos a dinâmica da cidade, acabamos por ficar 2 noites, relax total.
Antes de irmos, obviamente perguntamos se nos podiam dar guarida e a resposta foi logo, “you gotta cook for us “.


Uma courgette e um pimento vermelho

5/09/2016
Primeiro dia de folga, após uma viagem de 4000km e 5 dias de trabalho, após umas pequenas compras só para ter o mínimo necessário, chego ao frigorifico e só tenho uma courgette e um pimento vermelho. Esparguette também nunca falta cá em casa, seja onde for… Pensei automaticamente numa massa, óbvio mas daí até fazer um post no blog vai uma grande distância. 

Salada Primaveril

4/29/2016
Noruega, Primavera, pois é!
Enquanto que todos vocês em Portugal estão a usufruir dum Sol imenso aqui a primavera é um Inverno menos frio e branco! O feed do facebook neste caso não ajuda em nada, só desmotiva. Faz o objectivo principal de estar aqui ficar mais difícil mas a vida é assim, escolhas que permitem oportunidades mais tarde.

Arroz Manga

4/27/2016
Noélia & Jerónimo

Algarve, quando pensamos no Algarve em termos de restaurantes o que é que pensamos?
Restaurantes mais virados para os turistas, clientes de só uma vez, má confecção, mau atendimento, é para despachar, não agradar, para clientes que provavelmente nunca lá mais voltarão.
Sem descurar a excelência de grandes restaurantes que existem no Algarve totalmente virados para a excelência, poderia mencionar alguns, nomeadamente os das estrelas Michelin e uns tantos quantos tradicionais que só os locais conhecem o seu real valor, mas estou me a focar na comida de conforto, aquela comida que transpira veracidade e emoção. 
Contudo, como é óbvio esta situação é sempre subjectiva, depende dos gostos de cada um. 
Aquele restaurante que nos faça sair de casa, salivar pelos pratos e com preços totalmente aceitáveis para a generalidade. Existem? 

Tarte de Limão Vegan

4/18/2016

Cada vez mais as sobremesas têm de se adaptar ao mundo actual, deixar de lado o "peso" que sempre tiveram, a overdose de açúcar, manteiga, óleos e por aí.
Responder positivamente e com qualidade às nossas pretensões. Por aqui, já admiti, para colocar uma sobremesa no Alho Francês ela têm de ter um toque verde e por verde quero dizer, com menos açúcares, com menos teor calórica, menos peso, no fundo mais saudável. A gula não se consegue combater logo altera-se o conteúdo!

Batata Recheada

4/14/2016

Mais uma vez vou vos provar que a cozinha organizada tem outra dinâmica, uma muito mais relaxada que vos permitirá ter tempo para o que realmente interessa. 
A pasta de Beringela do Workshop pode ser usada em inúmeras utilizações diferentes, hoje trago-vos mas uma.

Para quem não sabe eu sou maluco por Batata, acredito convictamente que é a melhor guarnição, para mim claro, o seu sabor, a sua textura, a sua versatilidade, um sem número de razões. 

Tiramisù Morango

4/11/2016
Morangos da época, é a fruta com cheirinho a Primavera.
Podem-se comprar morangos em todo o ano é certo, mas de Abril a sensivelmente Julho é quando eles são mesmo bons, aqueles morangos que perfumam a casa, que o cheiro nos envolve! Há como resistir? 
Com o começo do calor ou com o fim do frio extremo, só apetece algo fresco, a frescura do morango é indescritível, refresca a alma e para não falar do bem que faz ao nosso organismo, tem inúmeras propriedades benéficas,  são por exemplo ricos em vitaminas, A, C, D, B12, B6 e tem ainda alguns minerais como Cálcio, Ferro e Magnésio.

Foi mais uma vez do género, "o que posso fazer com o morango sem ser o óbvio?"

MultiChips

4/06/2016
Pois é, hoje trago-vos um post muito mas muito simples mas que no entanto não perde a sua beleza. Trago-vos um mix de chips, chips não são só de batata, se bem que neste momento a batata doce está na berra, chips de batata doce aqui, chips de batata doce ali. 
Por chips subentende-se algo crocante, que parte e faz barulho ao partir-se em mil pedaços. 

No entanto é um corte da cozinha clássica, um corte fino de batata.  Têm muito importância em muitos pratos, devido ao acrescentar duma textura diferente, a dar altura a pratos, a dar cor... Um infinito de hipóteses. Este post foi pensado como uma maneira divertida de comer vegetais, a acompanhar uma cerveja, a ver a novela, a ver o futebol, é tão bom ter algo para trincar, até as crianças vão gostar.

À Tacada

4/04/2016

Com este ar primaveril, embora tenha chovido ontem quase o dia todo, só me apetece coisas frescas, intensas mas frescas. Confesso que sempre tive pensamentos depreciativos sobre a cozinha mexicana, secalhar por pensar nos mexicanos como brincalhões, achava que a sua comida também não era levada a sério, parvoíces. Às vezes são estes preconceitos que nos afastam de coisas boas. Pela boca morre o peixe!
Voltando ao mexicano, é das cozinhas que mais gosto actualmente, é comida genuína, vibrante, rica em sabor e frescura, com o toque do picante que para mim, tudo melhora!
Por isso naturalmente alguns dos pratos que faço em casa vou buscar inspirações à cozinha mexicana, este foi um deles, fui buscar inspiração aos Tacos!

Courgette Recheada

4/01/2016

Haverá legume mais formoso que a courgette redonda? Só a forma dela cativa, tem um brilho espectacular, uma polivalência brutal, olhamos para ela e pensamos logo no produto final.

Mousse de Amendoim

3/30/2016

Sobremesas "verdes" é sempre um grande desafio seja para quem for. 
Quem não deseja comer coisas doces sem ter receio nem sentimento de culpa! A verdade é que é possível contornar o que faz mais mal quando consumido em excesso e optar por ingredientes alternativos, viáveis e muito mais saudáveis.

Pesto Económico

3/28/2016

Adoro comida italiana, contudo custa-me muito ir comer a um restaurante italiano.
Os resultados são quase sempre os mesmos, ou não tem qualidade ou somos escamoteados.
A minha ideia de gastronomia italiana é frescura e qualidade, pratos simples e recheados de sabor.
Se há receita que adoro é Pesto, molho italiano que combina manjericão, pinhão, e queijo parmesão.


NOVAS RECEITAS POR EMAIL

Instagram @alhofrances